ColunistaArquivo

Governador sensato: – Chico Pinto Neto

Governador sensato: – Chico Pinto Neto   O PT ainda tem salvação. Tem um Rui Costa, governador da Bahia, que age com humildade, sem radicalismo e com bastante senso de responsabilidade. Ouvi hoje, à noite, sua entrevista ao RobertoDAvila, na Globo News, e me surpreendi com a sua capacidade argumentativa, seu conhecimento reais dos problemas

                        A Biografia do Biógrafo Berilo (Damião Ramos Cavalcanti)

     A Biografia do Biógrafo Berilo Sobre os seres, duas categorias abrangem todo o nosso universo, elas têm limites quase infinitos: os não viventes ou os que não têm vida, como a pedra;  e os que a têm, como os minúsculos organismos nas profundezas do mar, ainda desconhecidos nas cavernas dos oceanos, demonstrando essa

UMA CÂMARA DE VEREADORES NOS ANOS 50 (RAMALHO LEITE)

UMA CÂMARA DE VEREADORES NOS ANOS 50 A eleição para vereadores em Bananeiras, em 1955, resultou na seguinte composição da  Câmara: Eloi Farias, Arlindo Rodrigues Ramalho, Cláver Ferreira Grilo, Claudio da Costa Maia, Antônio Vaz de Oliveira, Manoel Leonel da Costa, Manoel de Medeiros Guedes, Antônio Barbosa da Costa, pela ordem de votação. Essa câmara, resultado de

  A arca brasileira (Marcos Pires)

  A arca brasileira   Deus mandou uma mensagem via watsapp para Noé determinando que ele construísse uma arca para salvar o povo brasileiro porque iria mandar muita chuva. Noé apavorou-se e clamou aos céus: “- Mas por que logo eu, Senhor?”. O Messias tonitruou (nos filmes antigos Deus fala assim): “- És um homem de

           Juiz que é juiz não persegue… (Damião Ramos Cavalcanti)

                             Juiz que é juiz não persegue…           Porque perseguir ou proteger não é próprio de quem julga; a isenção é substancialmente o que define ser um homem juiz ou uma mulher, juíza. O juiz não pode ser amigo do réu, tampouco inimigo; ele, quando  se mostra imparcial, logo,

Dinheiro (Marcos Pires)

Dinheiro Marcos Pires Dinheiro nunca foi problema para mim, sempre solução. Quando tenho dinheiro eu gasto, quando não tenho espero ele chegar. Tenho pavor de compras a prazo, mesmo porque na minha profissão não posso contar com o que talvez vá receber. É que de vez em quando alguém esquece de pagar, se é que

ENTRE O CELULAR E A ARGAMASSA (Damião Ramos Cavalcanti)

                                                                                                               

Eduardo Albuquerque (Marcos Pires)

Eduardo Albuquerque Marcos Pires Eduardo foi Procurador Geral de Justiça em Brasília, o que lá equivale a ser quase Ministro de Tribunal Superior, mas quando ele ainda era Promotor de Justiça, o filho de um amigo foi preso fumando maconha. Eduardo estava tomando seu uísque e saiu do bar direto para a Delegacia. Tentou convencer

 Invasores e demolidores do Capitólio (Damião Ramos Cavalcanti)

                              Invasores e demolidores do Capitólio           Os intelectuais e os meio intelectuais amam as coisas do patrimônio que nos contam histórias e retroalimentam nossa memória. São também de posições políticas refinadas que respeitam a diversidade de pensamento e a pluralidade de ideias;

 Marcos Pires                   (Mau hálito)

 Marcos Pires                   Mau hálito   Ibrahim Sued dizia que a inveja é o mau hálito da alma. É por aí. Sei que os “privilegiados” com esse problema não tem consciência de sua situação e os amigos tem vergonha de avisar. Dizem que chifre é igual a mau hálito, quem tem não sabe. Se sabem,

EMANCIPAÇÃO DE AREIA TEM 201 ANOS (RAMALHO LEITE)

RAMALHO LEITE EMANCIPAÇÃO DE AREIA TEM 201 ANOSNinguém mais autorizado a falar sobre a cidade de  Areia do que seu historiador mor, Horácio de Almeida. Passo-lhe a palavra: “Areia já foi o maior município do brejo, de cujo território faziam parte integrante os atuais municípios de Bananeiras, Guarabira, Cuité, Alagoa Grande, Pilões, Serraria e Pedra

      Quando achar não é achar… (Damião Ramos Cavalcanti)

                                              Quando achar não é achar…             Há quem ande de cabeça baixa, olhando o chão, feito porco. Vez ou outra, esbarra num poste, faz um galo na testa. Mas, passa gelo no calombo

           O céu em Portugal. (  Marcos Pires   )

  Viemos a Portugal para as celebrações de N. S. de Fátima e mais uma vez nossos amigos portugueses nos levaram ao excelente restaurante Tia Alice, ali perto da Basílica. Desta vez, depois de uns bons vinhos, o amigo Nuno contou que São Pedro recebeu 3 homens no céu. Perguntou ao primeiro deles qual seria

  O JOSÉ AMÉRICO  QUE EU RECORDO (2)  (Ramalho Leite)

Ramalho Leite  O JOSÉ AMÉRICO  QUE EU RECORDO (2)  Essa campanha ao governo (1950) mexeu com os paraibanos e jamais seria esquecida, em virtude do comício da Praça da Bandeira, em Campina Grande, que terminou em tragédia com mortos e feridos. Os lenços brancos de Zé Américo e os amarelos de Argemiro ostentavam o pescoço

Papo d‘ squina (com Pedro Marinho)

Papo d‘ squina OPERAÇÃO XEQUE-MATE, DEBAIXO DESSE ANGU AINDA TEM MUITOS CAROÇOS Essa denominada Operação Xeque-Mate, que se desenrola há alguns meses, bem que poderia ter sido criada, tão logo o prefeito Luceninha, numa atitude para lá de suspeita, renunciou ao honroso mandato de prefeito de uma das cidades mais importantes da Paraíba a cidade

O JOSÉ AMÉRICO QUE EU RECORDO (1) (Ramalho Leite)

O JOSÉ AMÉRICO QUE EU RECORDO (1) In Sem categoria19 de maio de 2019 Ramalho leite Foi a primeira vez que ouvi falar em José Américo de Almeida, ou Zé Américo, como preferia o povão. Tinha sete anos de idade quando ele aportou na minha vila em campanha para o governo do estado. Meu pai, Arlindo

A nossa bomba atômica. (Marcos Pires)

A nossa bomba atômica. Marcos Pires Um dos filhos do Capitão Bolsonaro pregou a necessidade do Brasil ter uma bomba atômica. Se não me engano deixou subentendido que se tivéssemos a bomba o nosso “querido” Maduro não estaria fazendo aquelas gracinhas com a população venezuelana. Desocupado como sou, dedicado ao nadismo (que vem a ser

       Mariz, Ricardo ou João Azevedo (Damião Cavalcanti)

                                                                                       Mariz, Ricardo ou João Azevedo           Em Pilar, quando eu era pequeno, Pilar também

O pescador de histórias (Marcos Pires)

O pescador de histórias Marcos Pires Aluízio Nicácio nasceu bom e o tempo só aperfeiçoou essa condição. Por isso é dono de um excelente humor, do qual finalmente colocou uma pequena parte no livro “Pescador de histórias”. Vou dar alguns exemplos. Todos os anos, juntamente com numeroso grupo de paraibanos, Aluízio vai ao pantanal pescar.

Ayrton sai de cena (Ramalho Leite)

Ayrton sai de cena RAMALHO LEITE Como diria o Martinho Moreira Franco, o trocadilho é horrível, mas irresistível. Ayrton Senna saiu de cena, há vinte e cinco anos, na curva de Tamburello, no circuito Ímola de Formula 1, em San Marino, Itália, a primeiro de maio de 1994. Dizem que os americanos do norte costumam

Dia do Jabuti (Chico Pinto Neto)

Dia do Jabuti O pirão da imoralidade no Congresso Nacional, volta a ser mexido com bastante ganância, falta de pudor e indecente desfaçatez, pelas mãos apodrecidas dos inúmeros partidos que lá estão, comandados pelo tal Centrão, com o aval vingativo e oportunista do PT e de seus atrelados puxadinhos. Inviabilizar o Brasil, até a exaustão

Papo d‘ squina – Pedro Marinho

Papo d‘ squina – Pedro Marinho 10.05.2019  FALTA CONHECIMENTO E BOM SENSO AO DEPUTADO WALBER VIRGOLINO O deputado Walber Virgolino vem pagando um mico atrás do outro. Primeiro se submeteu ao ridículo de ser flagrado copiando obras alheias, na base do ctrl ‘C’ ctrl ‘V’, como fez com os projetos de lei filados do Rio

                      O Dia do Trabalho sem trabalhar (Damião Ramos Cavalcanti

                        O Dia do Trabalho sem trabalhar           O Dia Trabalho, numa curta conversa entre meus pequenos netos Lucas, João Vitor e Mateus, foi interpretado como o dia de trabalho, justamente em que se deveria trabalhar. Trabalhar é a ação social mais antiga do homem e da mulher ou da

Marcos Pires                  (No meu tempo)

Marcos Pires No meu tempo A certeza de que estou ficando velho me chegou com força no sábado passado, quando fui ao aniversário de 15 anos do meu neto Pedro e ouvi as conversas dos amigos dele. Como eram diferentes nossas diversões. Um exemplo simples; assistir filmes. Hoje em dia eles se limitam a ver

UMA CARTA DE JK (RAMALHO LEITE)

RAMALHO LEITE UMA CARTA DE JK Era março de 1972 e Juscelino Kubitschek, ex-presidente cassado pelo regime militar, cujo primeiro presidente ajudara a eleger com o seu voto e seu apoio, chegou à Paraíba disposto a aproveitar o carnaval do Clube Cabo Branco, atendendo a convite da sua diretoria. Adolfo Bloch, dono da Revista Manchete,