TERRA À VISTA (Ramalho Leite)

  Quando Cabral aportou nas costas da Bahia e, das naus de sua esquadra avistou-se um monte alto a que se denominou Monte Pascoal, começou a nascer um país que, quinhentos anos depois, ainda refletiria a semente plantada naquela terça-feira, 21 de abril. Não me acanho de repetir o lugar…

0 Comentários

Amanhã (Marcos Pires)

     A eleição para o governo da Paraíba em 1990 foi para o segundo turno em consequência da candidatura de João Agripino Neto, que impediu Wilson Braga de derrotar Ronaldo Cunha Lima no primeiro turno. Enquanto Braga obteve 43.3% dos votos naquele primeiro turno e Ronaldo 40.2%, Agripino “melou”…

0 Comentários

Namoro que não deu certo (Thomas Bruno Oliveira)

Namoro que não deu certo   Namoro - Par perfeito ELA MORAVA em um bairro tradicionalmente popular, surgido a partir de vila operária, igreja e escola para trabalhadores de três fábricas que chegaram ali para beber as águas do velho açude. No entanto, com o espraiamento do subúrbio, como que…

0 Comentários

Entre a Política e a Religião (Dunga Junior)

Entre a Política e a Religião Tudo poderia ser uma grande conexão, desde o momento em que, para se definir uma crucificação, um disse: "lavo as mãos" e o outro fala: "quem decide é a galera", sendo que o povo, que sequer imaginava o que acontecia, ainda mandou soltar Barrabás…

0 Comentários

Boas histórias às escuras (Thomas Bruno)

  Boas histórias às escuras   Vela acesa - migalhas.com.br ERA TARDE de uma quarta-feira. No calendário, quase todos os dias estavam riscados, o próximo a ser vítima da caneta preta seria o 21 de março. Uma programação de rotina era necessária ser executada em um disjuntor para que a…

0 Comentários

O que é o povo? Marcos Pires

O que é o povo?         Era uma vez, num reino muito distante, um Rei que estava com seríssimos problemas de caixa. Decidiu convocar os Estados Gerais (clero, nobreza e povo) para encontrar meios de resolver a situação. Bondoso, concedeu ao povo, que representava 98% da população,…

0 Comentários

                       Decisão, decididos e indecisos ( Damião Ramos Cavalcanti )

                               Decisão, decididos e indecisos             Votar bem é querer ter maior e melhor qualidade de vida. Sobretudo, novas esperanças sobre isso que está, a olhos vistos, indo embora... E talvez votar para que os bens, que o leitor pressente, em sua terra, estendam-se à sua casa, à família, aos…

0 Comentários

UM USINEIRO DE OPOSIÇÃO

RAMALHO LEITE   Quando entrei na Assembleia Legislativa da Paraíba, encontrei o deputado José Fernandes de Lima como líder da oposição. Eu tinha sido vereador pela antiga UDN, partido do meu pai. Com a extinção das agremiações renegadas pelo regime militar, a ARENA tornou-se o meu partido. Renovei meu mandato…

0 Comentários

Poropoté que tirou o meu chapé (Thomas Bruno)

Poropoté que tirou o meu chapé   O casal Nelson e Maria Ramos, a Poté. Meus avós paternos ESSE FOI O MANTRA que me acalentou durante anos. Minha avó, Maria Ramos de Oliveira, aos quarenta e quatro anos, me tomava nos braços e, embalando em uma cadeira de balanço, cantava…

0 Comentários

Quem acredita em loterias? ( Marcos Pires )

Quem acredita em loterias?   Marcos Pires Vem cá, vocês acreditam nos grandes prêmios pagos pelas loterias aqui no Brasil? Estou falando da mega sena e de suas irmãs menores; dupla sena, quina, dia de sorte, super sete, loto fácil… . Imaginem um sortudo que acertou na mega sena sozinho,…

0 Comentários

E o que mais? ( Dunga Jr )

E o que mais? Aprendi que existem frases super poderosas, que impulsionam, geram autoestima, reformulam conceitos e crenças, determinam novos rumos, lançam desafios, fazem pensar e realizar com sentido, desafiam seu próprio eu, inovam o sentido do próximo passo, regem compassos de história, constroem novos rumos. Uma que me faço…

2 Comentários

Por que queimar árvores?   ( Damião Ramos Cavalcanti )

                    Por que queimar árvores?             Há poetas que desejariam ser uma árvore. E assim sendo, já árvores, não se comparariam às outras, invejando alturas, profundezas das raízes, seus estirados galhos, belas folhas e lindos frutos. Gozariam, como as árvores…

0 Comentários

QUEM FOI O BARÃO DE RAMALHO ( RAMALHO LEITE )

QUEM FOI O BARÃO DE RAMALHO RAMALHO LEITE Vim descobrir recentemente por que a família da minha esposa fazia restrições ao seu casamento comigo. Para casar, tive que roubar a moça. O coronel Camporra, irmão do Barão de Araruna era seu trisavô. Com essa ascendência nobre, como permitir a união…

Comentários desativados em QUEM FOI O BARÃO DE RAMALHO ( RAMALHO LEITE )

O MEU QUIOSQUE ( Marcos Pires )

  O meu quiosque   Quem passa pela beira mar da praia do Cabo Branco observa em frete ao número 1600 um quiosque abandonado que enfeia a praia como um dente careado naquele sorriso da paisagem.   Como todo mundo está careca de saber, sempre me meti na administração daquele…

Comentários desativados em O MEU QUIOSQUE ( Marcos Pires )

Planta da fachada do ‘Casino Eldorado’ – APMCG (Thomas Bruno)

  Planta da fachada do 'Casino Eldorado' - APMCG ABANDONAR SEU PATRIMÔNIO é renegar a sua própria história. É exatamente isso que ocorre com o passar dos anos em Campina Grande-PB. Seu patrimônio vem sendo depredado e a falta de cuidados vem literalmente tombando seus principais monumentos históricos, apagando páginas…

Comentários desativados em Planta da fachada do ‘Casino Eldorado’ – APMCG (Thomas Bruno)

Quem se degrada por fakenews ( Damião Ramos Cavalcanti.)

Os desígnios nos deram muitas chances para a arte de raciocinar, arte aqui se entenda como capacidade ou faculdade de raciocinar, o que nos distancia da estupidez. Por essas razões e por incentivo do Professore Francesco Morandini (PUG – Roma), tornei-me também professor de Lógica, o que causa tanto sofrimento,…

Comentários desativados em Quem se degrada por fakenews ( Damião Ramos Cavalcanti.)

Elizabeth sempre foi maior que a Rainha ( Dunga Jr)

Elizabeth sempre foi maior que a Rainha   Uma menina de 11 anos de idade sabe que poderá se tornar rainha da Inglaterra. Para qualquer criança, isso seria um motivo de reflexão, mas o nome dela seria Elizabeth. Qual o pensamento se passou naquele instante, na cabeça de uma criança,…

Comentários desativados em Elizabeth sempre foi maior que a Rainha ( Dunga Jr)

O BARÃO DE ARARUNA EXISTIU (2) Ramalho Leite

O BARÃO DE ARARUNA EXISTIU (2)   Ramalho Leite Ainda era vivo o Barão de Araruna quando foi realizado o primeiro censo demográfico no país. Em Bananeiras foi constituída uma comissão composta pelo Capitão Antonio da Cruz Marques, Major Felinto Florentino da Rocha, Antonio Bezerra Carneiro da Cunha, Tenente Antonio…

Comentários desativados em O BARÃO DE ARARUNA EXISTIU (2) Ramalho Leite

João Pessoa cresceu ( Marcos Pires )

João Pessoa cresceu   Marcos Pires     Custa acreditar que esta bela e fogosa cidade já foi tão pequena que sabíamos de cor os nomes de quase todos os proprietários dos automóveis identificando as placas dos veículos. Um dos meninos Varandas sabia-as todas. Recordo que a placa número 1…

Comentários desativados em João Pessoa cresceu ( Marcos Pires )

Entre ouvir e escutar, o que eu faço mais hoje? (Dunga Junior)

Entre ouvir e escutar, o que eu faço mais hoje?   Há muito me encontrei por muitas vezes ouvindo mais que escutando, quando vou analisar por períodos e etapas vividas nem sei se escutei. Era a briga entre o eu e o tempo, o não tenho tempo, o ouvido aberto…

Comentários desativados em Entre ouvir e escutar, o que eu faço mais hoje? (Dunga Junior)

     Os Sertões, leituras sem leitura (Damião Ramos Cavalcanti)

                                       Os Sertões, leituras sem leitura             Meu amigo e admirado professor Milton Marques, especial confrade na Academia Paraibana de Letras, revistando meus livros, nas estantes da minha biblioteca, deparou-se com  Os Sertões (Campanha…

Comentários desativados em      Os Sertões, leituras sem leitura (Damião Ramos Cavalcanti)

Quase cornos

  Quase cornos.   Os que são “do meu tempo” haverão de lembrar uns tais cadernos de confidencias que as meninas produziam e entregavam a alguns privilegiados para preencherem. Em cada página havia uma pergunta para os mancebos escolhidos responderem. Não ser convidado para participar daqueles tais cadernos era o…

Comentários desativados em Quase cornos

As consequências da sua escolha

Virou ditado popular: “Com Deus não se brinca”, mesmo quando, orgulhosamente, algum confesso ateu chegue a dizer, irado ou não, que Ele não existe, ou pior, que não acredita n’Ele ou O leva ao desdém. Deus não odeia, apenas ama. Não poderia ser diferente, é a fonte inesgotável do amor…

Comentários desativados em As consequências da sua escolha

Pedro Marceneiro

Fábio, Pedrinho (azul claro), Thomas e Zé do Egito em reunião no Bar do Anacleto, últimos detalhes do bloco ERA MAIS UMA manhã chuvosa de agosto e, entre um chuvisco e outro, atendi a um compromisso que me aguardara no centro da cidade. De carro, percorro da antiga Rua do…

Comentários desativados em Pedro Marceneiro