Temer tenta humilhar Sérgio Moro, mas não esperava pelo o que aconteceria

Temer tenta humilhar Sérgio Moro, mas não esperava pelo o que aconteceria

Presidente da república não quis se levantar para homenagear juiz e foi atacado.
O presidente da república Michel Temer teve um encontro nesta terça-feira (5) com o juiz da Lava Jato Sério Moro. Ambos estiveram em um evento que premiou o magistrado, que é famoso pelas suas ações na justiça envolvendo a principal operação em andamento no país. Michel Temer, no entanto, teve uma ação de humilhação com o juiz. Durante a premiação, ele não aceitou se levantar para prestigiar Sérgio. A situação causou grande constrangimento. Além do presidente da república, como mostra uma matéria do portal de notícias UOL desta quarta-feira (6), outros membros do governo dele não quiseram se levantar para realizar a ação. 

 

Michel Temer não aceita se levantar em homenagem a juiz Sérgio Moro
O evento que marcou o ‘climão’ do peemedebista com o juiz aconteceu em São Paulo.

Sérgio recebia um prêmio da Revista Isto É. Moro é conhecido por dar destinos nada felizes a alguns políticos brasileiros. Foi ele, por exemplo, quem condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT) a mais de nove anos de prisão. Lula ainda recorre da decisão em liberdade.

 

Diferentemente do que ocorreu em 2016, na solenidade deste ano o magistrado evitou contato com os políticos. Na festa do ano passado, em que também foi um dos premiados da noite, Moro foi fotografado durante uma conversa com o polêmico Aécio Neves, do PSDB. O fato dos dois estarem sorrindo levantou diversas críticas na época. O constrangimento envolvendo Michel Temer, no entanto, acabou mal para o presidente da república.

Michel Temer é detonado após não aceitar prestigiar Sérgio Moro em momento de homenagem
Nas redes sociais, muita gente criticou o fato de Michel não ter sido tão educado com Sérgio, mesmo estando em um evento em que ele sabia que era para a homenagem do magistrado.

 

“Meu Deus, se odeia tanto o cara ou tem medo não deveria nem ir”, disse um dos internautas ao falar sobre o assunto. “Esse homem deveria ter vergonha de ter reagido assim”, disse ele ao comentar o tema.

Michel Temer ainda não decidiu se vai mesmo deixar de disputar as eleições de 2018. Apesar de ter negado que vá participar do pleito, aliados acreditam que os bons resultados da economia poderiam fazê-lo ter chance de vencer a eleição. Lembrando que Temer entrou no lugar de Dilma Rousseff, após o impeachment.

Comentários

  1. Por Roberto Justino

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *