Ministro do Supremo acha que foi gravado pelo dono da JBS

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes afirmou ao jornal Folha de São Paulo que “hoje” está “convicto” de que foi gravado pelo empresário Joesley Batista, do Grupo JBS.

Ele se encontrou com o advogado da J&F, Francisco de Assis, a pedido do defensor, sem saber que os executivos negociavam acordo de delação.

No meio da conversa, Joesley teria aparecido de surpresa.

“O grave é que eles estavam sendo pilotados pela PGR (Procuradoria Geral da República), mais especificamente pelo Marcello Miller, que não era o braço direito e sim o cérebro do Rodrigo Janot”, admitiu Gilmar.

*fonte: uol

Comentários

  1. Por Roberto Justino

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *