POLICIAL CONTESTA PROMOTOR MARINHO MENDES
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

O leitor Paulo Maia Terto, E-mail: [email protected], que se identificou como policial, escreveu o texto abaixo, a pretexto de contestar o que foi escrito pelo promotor Marinho Mendes sobre o problema do PB 1, pedindo espaço no Blog. Claro que tem o espaço, até porque o leitor precisa conhecer os dois lados para tirar as suas conclusões. Leia:    
Comentário: Caro Jornalista Tião Lucena: Gostaria muito de te pedir algo, mesmo sabendo que é dificil, apesar de não ser um promotor ou conselheiro dos DH, sou um simples membro da segurança Pública deste estado, alguém que arrisca a vida, e é pago(mal por sinal), para garantir a segurança de Você e de toda a população: PUBLIQUE MEU COMENTÁRIO EM UM TÓPICO EM SEU BLOG, do mesmo modo que o Promotor teve sua opinião ampliada, caso discorde, use isso para seu conhecimento. Obrigado

“Um dia estava trabalhando em um dos presídios aqui da Capital, em dado momento ví 5 presos se masturbando em um dos lados do pavilhão, estava aproveitando a “cena” em que um preso de facção rival estava amarrado em uma grade, enquanto outros o estupravam e ejaculavam em uma lata, isso para não sujar o que os outros íam usar, um outro preso, esse de nome Thiago Silva foi morto a espetadas por mais de 25 presos, que antes de o matarem, cortaram suas orelhas, língua, pênis e unhas, isso aconteceu dentro do presídio do róger, mês passado.

Sabe porque relatei cenas tão grotescas, com as desculpas devidas, para que os senhores tenham uma leve noção do que acontece dentro dos muros. Sabe caro Tião, o que um promotor de Justiça, ou algumas advogadas e religiosos não vêem, porque estão dentro de seus gabinetes com ar climatizado ou em carros de luxo, que entram em uma instituição e apontam defeitos, quando o defeito não é da instituição, nem dos homens que a fazem, vem da lei e de outras coisas que me fariam gastar mil linhas e não conseguiria explicar!

Tião, sabe porque existe tudo isto no PB1? Porque o Major Sérgio impõe respeito e é “linha dura” nas faltas disciplinares, o “chapão” referido pelo promotor, é uma cela para castigo, e é aprovada no projeto levado ao DEPEN, celulares, estes que mandam matar e comandam o crime aqui de fora, estes lá são combatidos, um apenado, de alcunha “cavanhaque”, que já processou alguns agentes por abuso de autoridade, mandou matar uma mulher grávida de um rival, estes presos se rebelaram por conta do túnel descoberto semana passada, todo mundo sabe disto,quebraram o presidio e querem o que? Senhor promotor, porque o senhor não representa a OAB ou então, como em matéria que o senhor mesmo publicou, defendendo o poder do Ministério Público investigar, instaura uma investigação para apurar o envolvimento de advogados e principalmente advogadas com as rebeliões? Porque o senhor não requisita ao GAECO, que combate o crime organizado, para investigar as facções criminosas que pagam advogados por mês, que negociam transferências, que levam chips e celulares para apenados e que recebem e efetuam ligações para dentro de presídios?

Sabem quem manda os recados para a facção criminosa que domina os presidios do estado? 2 advogadas conhecidas por todos, essa mesma advogada que acionou as comissões.Existe maus tratos nos presidios da Paraíba? Sim existe, nos da Paraíba e nos do Brasil inteiro ou melhor, nos do mundo inteiro, porque preso que quebra cela, quebra banheiro quer dormir onde? No PB1 estão aqueles presos que estruparam e mataram mulheres em queimadas, o “mata sete”, abdon estuprador de crianças e outros assassinos e psicopatas, o que o senhor acha destas familias senhor promotor?

Não defendo a ilegalidade, mas acho engraçado como é a hipocrisia neste estado, roubaram um celular de uma pessoa de renome, aciona a polícia e achem a qualquer custo, promotor ou Juíz ameaçado; escolta armada, sabe o que fizeram quando uma certa Juíza foi assaltada na Capital? Determinaram uma operação e o cerco de um bairro, isso é legal? Para “nosoutros” aqui de baixo existiriam os mesmos critérios? Do ponto de vista legal, existe uma lei federal que disciplina a entrada de produtos eletrônicos e a proibição da entrada de celulares, será que isto habilita os senhores conselheiros a fornecer algum instrumento não permitido pela lei Federal e pela portaria estadual? Meu apoio ao Comando do PB1. Infelizmente senhor promotor e conselheiros, bandido só entende uma linguagem e só “chiam” para os senhores quando seus interesses dentro da cadeia são contrariados.

Fonte; blogdotiaolucena.com