PAPO D’SQUINA (Com Pedro Marinho)
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

GOVERNADOR CRITICA OPOSIÇÃO

Na data de ontem o governador Ricardo Coutinho anunciou que depois do recadastramento e da verificação da real necessidade do Estado, já na próxima semana ira recontratar os prestadores de serviço que recentemente foram demitidos. Sobre as criticas da oposição, o governador achou que existe muita demagogia e oportunismo e soltou o verbo: “É muito fácil falar, usar a tribuna pra discursar e tentar fazer palanque disso. O que essas pessoas fizeram enquanto a antiga administração estava enterrando o Estado? Alguns deles estavam lá aplaudindo o estado sendo quebrado e agora estão assim. Mas, o governo vai dizer claramente quem participou disso, o governo se interessa em levantar isso e mostrar à população”.

JUSTIÇA MANDA AFASTAR FERNANDO CATÃO

A vida para a Família Cunha Lima e seus chegados não tem sido muito fácil nos últimos anos. Primeiro foi à renúncia de Ronaldo Cunha Lima para não ser julgado pelo STF, por conta do atentado no Gulliver. Depois a cassação de Cássio do cargo de governador e mais recentemente “barrado” para o Senado, apesar da retumbante votação. Agora a Paraíba toma conhecimento que tio do ex-governador, Fernando Catão poderá perder o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, por conta de uma ação popular, movida pelo advogado Edir Mendonça, A ação teve como argumento o fato de o conselheiro ter sido indicado pelo sobrinho que na época era governador da Paraíba. Como se recorda o ex-governador José Maranhão também ameaçou entrar com uma ação com o mesmo fim, ou seja, tirar Catão do TCE, porém desistiu do intento ao ser informado que já corria uma ação na justiça com tal propósito.

JORNALISTA Nº 3089

Mesmo atuando esporadicamente na imprensa desde agosto de 1970, quando ingressei na Associação Paraibana de Imprensa, então dirigida pelo velho José Leal, jamais busquei o registro profissional, já que passei a atuar no ramo do Direito No Estado de Rondônia, pois não dava para viver como jornalista.Nesse período escrevi primeiro aqui na Paraíba e principalmente naquele Estado centenas de trabalhos que pretendo reunir brevemente em livro. Agora devidamente aposentado pelo Governo Federal, busquei o registro de jornalista junto a Delegacia Regional do Trabalho, reunindo provas que embasaram a decisão do Superintendente daquele órgão que deferiu o pedido, registrando este requerente como jornalista com o nº 3089, fato que veio reparar uma pendência de 41 anos, me deixando muito satisfeito e recompensado.

TOINHO PRESIDE SESSÃO NA ASSEMBLEIA

O deputado estadual, Toinho do Sopão (PTN), presidiu na manhã desta de ontem (9), a Mesa Diretoria da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Após ausência do presidente Ricardo Marcelo (PSDB). Mal começou a legislatura e Ricardo Marcelo não compareceu a Casa e solicitou ao seu vice-presidente, Edmilson Soares (PSB), que assumisse os trabalhos, começando o jogo de cadeiras, pois o parlamentar abriu a sessão e nomeou Antônio Mineral para substituí-lo já que não poderia permanecer no plenário. Mineral, então convidou o deputado Toinho do Sopão para presidir os trabalhos em seu lugar porque também teria que se ausentar da Casa Epitácio Pessoa. Com Toinho presidindo os trabalhos a Assembleia aquele poder agora vai.

BINGO FECHADO

Esta semana aqui mesmo neste espaço, denunciei a inauguração de uma casa de bingo na Praça 1817, com direito a publicidade e tudo com farta distribuição de panfletos pelas ruas anunciando a abertura do negócio e os prêmios. Ontem a Policia Civil esteve no endereço e prendeu os envolvidos, anunciando o delegado que o bingo funcionava clandestinamente, o que não é verdade. A propósito, o jogo continua solto em pleno Largo do Ponto Cem Réis todas as tardes, quando vários grupos ocupam praticamente todos os bancos ali existentes e jogam baralho com apostas a dinheiro, sob os olhares de todos que passam por ali, principalmente dos policiais militares que trabalham naquela área.

O DETRAN E OS FUNCIONÁRISO ENVOLVIDOS EM FALCATUAS

O Superintendente do Detran, indagado por um órgão de imprensa sobre a situação funcional e sobre os processos administrativos dos funcionários envolvidos em sucessivos escândalos naquela Autarquia, equivocadamente informou que se encontra aguardando as decisões da Justiça. Ora, ora, ora qualquer estudante de Direito sabe que o processo administrativo e penal caminham dissociados, ou seja, não tem nada que esperar pela Justiça, pois o sujeito pode até ser absolvido ali e ser demitido do serviço público por falta considerada grave. A espera, além de possibilitar a nociva convivência dos mesmos no órgão concede a oportunidade do cometimento de novos crimes, sem falar na possibilidade de ocorrer a prescrição administrativa, já que o processo tem prazo para conclusão e julgamento, repito, independe do processo que tramita na Justiça.

O MANDATO DE ADELINO

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE) decidiu na sessão desta terça-feira (8), encaminhar para o Tribunal de Justiça da Paraíba o recurso interposto pelos advogados de Pe. Adelino (PSB) em que requer a titularidade do mandato de vereador com a renúncia do deputado estadual Edmilson Soares. A relatora do processo, a juíza federal Niliane Meira, membro da corte eleitoral, em seu voto argumentou que a decisão cabe a justiça comum e lembrou jurisprudência de outras cortes.A juíza recomendou que o pedido de liminar dos advogados de Pe. Adelino seja encaminhado ao Tribunal de Justiça da Paraíba. Corre o risco de terminar a legislatura e Adelino ficar só na vontade.

PEC DOS SUPLENTES NA CÂMARA FEDERAL

A Câmara analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/11, do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), que proíbe a posse de suplentes de senadores, deputados federais, estaduais, distritais e vereadores durante o recesso parlamentar, não havendo convocação para sessão legislativa extraordinária, o recesso da Câmara e do Senado será de 18 a 31 de julho e de 23 de dezembro a 1º de fevereiro. A única exceção será quando houver convocação extraordinária. Tal mudança vai evitar que ocorram fatos como o do suplente de deputado Viegas, que com a renúncia de Rômulo Gouveia, assumiu o mandato de deputado federal durante um mês em pleno recesso e abocanhou mais de R4 100 mil reais dos cofres públicos.

Esta coluna é publicada em sete portais e no (http//:www.blogdopedromarinho.com)