Nomes dos que foram presos na Operação Squadre
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

Até agora a Polícia Federal engaiolou 40 pessoas envolvidas com os crimes de extermínio, segurança privada e extorsão, dentro da  Operação Squadre, desencadeada na última sexta-feira.

Eis os “mofis”:

1) Extermínio  

Grupo matava em troca de algum tipo de favor, dinheiro ou alguma coisa que os compensassem de alguma maneira. O valor dependia da situação, mas havia também troca de favores. O grupo é suspeito da morte de “Betinho”, ex-presidiário que era procurado pela polícia e do cabo da PM, A. Santos. Todos estão presos preventivamente (mínimo 30 dias). Um deles, inclusive, tinha participação na venda ilegal de medicamentos. Os integrantes presidiários do PB-1 informavam os alvos a serem eliminados aos integrantes soltos.
Fazem parte: 
Ismael Porto do Nascimento (conhecido como Domel presidiário considerado de alta periculosidade);
Leonardo José Soares da Silva (presidiário conhecido como Leo)
Ednaldo Silva dos Santos (presidiário conhecido como Naldinho que tem estreita ligação com Vítor)
Andrilson Luiz de Lima
José Rodrigues da Silva (conhecido como Museu, agente da Polícia Civil)
Vítor Prado Freire (cabo da PM conhecido como Cabelo. Ameaçou o secretário de Segurança Cláudio Lima)
Elinaldo Vitório Max (subtenente da PM)
Erivaldo Batista (sargento da PM, já respondeu por seis homicídios e foi inocentado pelo júri. A PF vai investigar ligação do grupo com o júri).

2) Segurança privada

Grupo mantinha a empresa Fator, que é legalizada na Polícia Federal, mas usava civis armados e sem preparação para fazer a segurança de empresas e estabelecimentos comerciais. O grupo também tem envolvimento com a compra e venda de armas e munições, prática comum nas três milícias.
Fazem parte:
Gutenberg Nascimento (major da PM)
Neubon de Lima Nascimento (capitão da PM e irmão de major Gutenberg)
Jackson Barreto dos Santos (sargento)
Josinaldo (gerente da empresa Fator)

3) Extorsão e Roubo

Grupo extorquia dinheiro de traficantes, assaltantes de banco e outros criminosos.
Fazem parte:
César Batista Dias (agente da PC)
Esdras Almeida de Oliveira (agente)
Lúcio Flávio de Almeida de Lima (agente)
Eduardo Jorge Ferreira (agente)
Milton Luiz da Silva (agente)
Edilson Araújo de Carvalho (delegado)
Alberto Jorge Dias (delegado)
Ednaldo Adolfo de Sousa (capitão da PM)
Gilberto (comissário)
José de Paula Cavalcanti
Júnior (agente penitenciário)