Na Paraíba, prefeitos se elegem, mas posse em janeiro está ameaçada
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

Os prefeitos eleitos Expedito Pereira (Bayeux), Tatiana Correa (Conde) e Jacó Maciel (Queimadas) correm contra o tempo. Encrencados, podem não assumir os mandatos em janeiro de 2013.

No caso de Expedito, uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral, a conhecida Aije, deverá desembarcar no TRE/PB e diz respeito a um vídeo em que o prefeito eleito e o vice, durante a campanha, pedem voto em troca de emprego e ligadura de trompas em mulheres grávidas do município.

 

Caracteriza-se em crime eleitoral e o vídeo é a principal prova do processo que pede a impugnação do registro de Expedito e do seu vice.

 

Em relação a prefeita eleita do Conde, Tatiana Correa, ela encomendou uma pesquisa de opinião pública, não registrou na Justiça Eleitoral e pior: divulgou os números da sondagem sem autorização. Um crime grave, que depõe contra a legislação eleitoral em vigor.

 

Quanto a Jacó Maciel, ex-deputado estadual, seus adversários encaminharam uma ação eleitoral pedindo a impugnação do registro da candidatura dele por causa de uma condenação em multa. Apesar de estar pagando, o entendimento é que o prefeito eleito foi condenado por um colegiado da Justiça.

 

Marcone Ferreira