Espelho, espelho meu, existe um Luciano melhor do que eu? (Luis Torres)
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

Dentro das rodas petistas e “agristas” já há quem comece a nutrir um sentimento de dúvida. Será que Luciano Cartaxo conseguirá dar conta do recado e superar o ritmo adotado pela atual gestão de Luciano Agra?
Os últimos dados divulgados pela imprensa apontando que Agra aumentou em mais de 60% o índice deinvestimentos na Capital este ano em comparação a 2011 reforçaram o receio de o quanto será árduo o trabalho de Cartaxo para cumprir aquilo que prometia em campanha: “Avançar ainda mais”.
Percebe-se que o petista não prometia manutenção do ritmo, mas superação. E se, de fato, tudo é vaidade neste mundo não será difícil imaginar que, no lugar da oposição, a primeira competição de Luciano Cartaxo será com o próprio homônimo Luciano Agra.
Uma pontinha de inveja, daquela refletida no espelho mágico da madastra de Branca de Neve, povoará, mesmo sem querer, o governo do PT, em caso de impossibilidade de ser melhor que Agra.
Como já dissemos na ocasião da vitória do petista, qualquer desaceleração nos serviços prestados pela gestão em João Pessoa, da mesma forma que aconteceu nos primeiros meses que Agra assumiu a gestão deixada por Ricardo Coutinho, será rapidamente notada pela população.
Eis o dilema de Cartaxo ao montar, inclusive, sua equipe de governo. Ter que mudar sem poder mudar muito, cometendo o risco de mexer em time que está ganhando. Ou manter em funcionamento as engrenagens da gestão que está saindo e suportar a vaidade ao ouvir dizer que o PT não tem bons quadros e não poderia fazer sozinho o que a gestão municipal tem feito atualmente.
Será a criatura maior que o criador?
Luís Tôrres