Pular para o conteúdo

Blog do Vavá da Luz

De onde vem tanta energia, motivação e entusiasmo? Me perdoe a expressão, mas José Maranhão é phoda – Por Milton Figueiredo

De onde vem tanta energia, motivação e entusiasmo? Me perdoe a expressão, mas José Maranhão é phoda – Por Milton Figueiredo

Me perdoe a expressão, mas JOSÉ MARANHÃO é PHoda

5b41e70aebee5 thumbs e1537752136920 300x193 - De onde vem tanta energia, motivação e entusiasmo? Me perdoe a expressão, mas José Maranhão é phoda - Por Milton Figueiredo

De onde vem tanta energia?
De onde vem tanta motivação?
De onde vem tanto entusiasmo?

Em pleno domingo de paz e descanso, enquanto minha boca alcança a taça de Chardonnay – sagrado do merecido domingo – chega a mensagem, no Zap, da agenda do candidato a governador, pelo MDB, Zé Maranhão.

Enquanto a grande massa está pensando em beber sua cervejinha, comer bem, relaxar, assistir ao futebol… aquele que alguns tentam rotular de VELHO, está em plena atividade e correndo atrás dos seus ideais.

São dois debates com candidatos a governador, apenas na segunda. Um em Campina Grande e outro lá … em Cajazeiras.

Percebo que muitos tentam diminuí-lo ou desmerecê-lo apenas pelo fato da idade. Aliás, muitos daqueles que até precisaram do atual senador para estarem vivos na política.

Mas o que não pude deixar de perceber é que José Maranhão é um exemplo: Em tempos que só se fala em depressão, tristeza profunda, síndrome do pânico e outros males que afetam a mente e a saúde humana em todos os níveis, Maranhão corre atrás dos seus ideais, das suas convicções e faz as coisas acontecerem na sua vida e nas vidas de quem o acompanha.

A energia, auto-motivação, resiliência, capacidade de transformação e a paciência de Zé merecem a admiração de todos.

E o mais impressionante de tudo é estar há praticamente 60 anos na vida pública, acumulando feitos e legados, sem nunca ter processado nenhum jornalista e sem responder a nenhum processo por corrupção.

Maranhão parece saber ser um Democrata – com D maiúsculo.

Opinião – Jornalista Milton Figueiredo



Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Milton Figueiredo