Cássio faz desabafo e cobra ‘respeito’ de Ricardo Coutinho a seu legado político
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

Escutou a musiquinha de Burity:“Só peço a ele que não me coloque no mesmo saco de José Maranhão”, cobra ex-governador

Cássio Cunha Lima (PSDB)

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) enfim deixou o twitter para falar de sua insatisfação com a propaganda oficial do Executivo Estadual, onde, se referindo ao Centro de Convenções de João Pessoa, é dito que a atual gestão está materializando o projeto que ficou apenas “na promessa” das gestões passadas – o que o atinge, já que é um ex-governador. Afirmando que está apenas defendendo seu legado, Cássio cobrou ‘respeito’ de Ricardo Coutinho ao seu trabalho.

“Meu objetivo não é assumir paternidade de nada.   O governo Ricardo vem fazendo um trabalho importante e, naturalmente, ele como governador tem todo o direito de capitalizar política e eleitoralmente a obra. O que eu não posso permitir é que meu legado seja atingido, ou seja: o trabalho que realizei. Porém as coisas não acontecem de uma hora pra outra. As coisas não acontecem em um estalar de dedos. O trabalho alheio precisa ser respeitado”, disparou Cássio, lembrando que, para que a obra chegasse ao estágio que se encontra (na qual Ricardo tem a chance de concluir e estabelecer à sua gestão a paternidade da obra), precisou haver um concurso de ações empenhada por ele e sua equipe durante sua gestão, como a licitação do projeto arquitetônico e da empresa responsável pela construção, além da aprovação da licença ambiental.

“O governador tem todo o direito de fazer propaganda e ter o reconhecimento da obra, mas não acho correto que um comercial oficial diga ‘o que os outros prometeram, eu estou fazendo”, completou.

No decorrer de seu amargo desabafo, Cássio pediu que Ricardo mudasse a forma com que se refere às gestões passadas, pois, querendo ferir o ex-governador Maranhão, acaba o atingindo por tabela.

“Ele faz muitas vezes referencia ao Governo anterior, naturalmente se referindo a Maranhão, mas ele não faz distinção de tempo”, reclamou o tucano, cobrando, ‘enfático’, em seguida. “Só peço a Ricardo que não me coloque no mesmo saco de Maranhão!”.

Ainda em sua defesa, e em confronto à fala do locutor da propagando oficial, Cássio afirmou que só não concluiu as obras em questão – como outras agora em conclusão na gestão Ricardo – por que foi ‘injustamente tirado do governo’.

“Muitas obras que estão sendo entregues pelo governador – e parabéns a ele por isso – eu teria entregado se não tivesse sido injustamente tirado do Governo”, pontuou.

Afirmando que não se trata de uma ‘guerra de egos’, Cássio reforçou que apenas está tomando essa atitude para defender sua história, o que não significa o prenúncio de um racha com Ricardo.

MaisPB