PAPO D’SQUINA (com Pedro Marinho)
  • Post author:
  • Post category:Sem categoria

ESCÂNDALO NA SERRA DA BORBOREMA

Informa o jornalista Silva Neto no blogdogeovaldo, que um grande escândalo deve eclodir, em breve, em Campina Grande, envolvendo Banco do Brasil, ex-servidores do estado e algumas figuras políticas importantes da Serra, tendo como centro, falsos empréstimos consignados para custear campanhas, nas eleições passadas. Em nome de muitos servidores contratados no período de campanha, foram contraídos empréstimos consignados na instituição bancária. Só que tais servidores, eram “laranjas” e não viam a cor do dinheiro. Os autores do crime acreditavam piamente na vitoria de Maranhão,  para assim manter tais servidores na folha do Estado, o que infelizmente para eles não aconteceu e tais empréstimos se transformaram em verdadeira bola de neve e os políticos estão impossibilitados de pagarem os ilegais empréstimos, daí a coisa poderá vir a publico a qualquer momento. Silva Neto poderia prestar um grande favor à Paraíba, fornecendo já os nomes dos inescrupulosos políticos.

A RESPOSTA DE JOSÉ REGIS

O prefeito José Regis chateado com um comentário que fizemos aqui, sobre a creche que inaugurou dentro de uma área alagada na Praia do Poço, utilizou sua conhecida verborréia para justificar o injustificável o fazendo como sempre de forma confusa e grosseira, o que leva a concluir que o mesmo precisa mudar urgentemente o pessoal de sua área de comunicação. Vamos a José Regis, a partir deste ponto: “Muito Digníssimo senhor Pedro Marinho, Não sei de onde Vossa Senhoria tirou tantas asneiras como a ?enxurrada? Explico-lhe caro  colunista: Creche é uma obra de grande alcance social não só para crianças que nelas, receberão carinho, atenção, alimentação, educação, assistência médica e social, mas, também pelos seus pais que terão a segurança de deixarem seus filhos em um local em que ao final de suas jornadas de trabalho podem ter a certeza de encontrá-los.Caro leitor do colunista, estas obras de creches tem a participação do Governo Federal com fiscalização da CEF que em nenhum momento daria autorização para utilização de recursos financeiros para serem usados em terrenos não condizentes com o perfil social exigido nos convênios.

A RESPOSTA DE JOSÉ REGIS II


Quanto à ?infelicidade? das crianças aludida por vossa Senhoria, acho que posso dizer que se não foi por ignorância seu infeliz comentário, foi porque a sua maldade não lhe dá condições de vir conhecer nossas Creches que são referenciais e inclusive estaremos inaugurando mais uma SUPER CRECHE ? É isto mesmo: SUPER. Senhor Marinho, infelicidade é não construir locais dignos de abrigar e proteger milhares de crianças que serão as ?Nossas extensões? amanhã… Venha conhecer as nossas Creches ou venha para a inauguração da SUPER em Vila Feliz! Se tiver bom senso, claro. Respeitosamente, José Francisco Régis Prefeito de Cabedelo” Este aprendiz de digitador de posse de fotografias, ratifica tudo que escreveu antes, ou seja, na creche de José Regis só se chega de barco ou num lombo de um jumento. Aliás, todas as ruas da Praia do Poço estão praticamente intransitáveis, mesmo com a grande arrecadação da cidade de Cabedelo, que daria para os seus moradores dali andarem sobre tapetes vermelhos.

EMPREGO DE JOSÉ MARANHÃO DEVERÁ SAIR

A Revista Isto é que se encontra nas bancas, informa que o PMDB não abre mão de um prêmio de consolação para aqueles seus filiados reprovados nas urnas e junto com o PT tentam criar um verdadeiro trem da alegria no executivo, arrumando emprego para Geddel Vieira Lima, Zeca do PT, Paulo Rocha (PT), José Maranhão (PMDB)  e Iris Resende , também PMDB. Outro paraibano que busca uma indicação pelo PP é o ex-deputado Enivaldo Ribeiro que deseja ser o secretário Nacional de Mobilidade Urbana. Pior é saber que os partidos não têm nenhum critério nas indicações e às vezes teimam em colocar em cargos técnicos pessoas totalmente inabilitadas para o mister.

NEPOTISMO NO DETRAN

O policial Flavio Moreira Soares, ao ingressar na Polícia Civil já saiu candidato a presidência do seu órgão de classe e a partir daí não saiu mais da mídia, tendo inclusive sido candidato a deputado federal. Com tanta militância no Partido socialista do governador, foi agraciado com o cargo de diretor administrativo do Detran, sob o argumento que ele e os demais diretores iriam marcar um novo tempo naquele órgão de seriedade e moralização. Na prática o negócio é diferente do que foi pregado, pois Flavio Moreira Soares, já nomeou o primo Thiago Manoel Costa Soares, como Chefe da Divisão de Serviços Gerais do Detran, ocorrendo portanto, no crime de nepotismo, já que o seu parente vai trabalhar sob as suas ordens. Com a palavra o governador do Estado ou quem de direito.

A SÚBITA MUDANÇA DE HERVÁSIO

Por falar em Detran, a súbita mudança de posição do vereador Hervásio Bezerra, nada tem a ver com uma nova visão política do mesmo e sim com um rendoso negócio de sua propriedade instalado no interior do Detran, ou seja, um representante bancário. O fato é que o mesmo sabe se continuar na cantilena de bater em Ricardo Coutinho, o seu rentável negócio vai para o brejo. Cícero Lucena que se cuide, pois pouco a pouco aqueles que eram considerados seus fieis escudeiros estão arribando.

CORTE NOS SALÁRIOS DOS MUSICOS DA OSPB

Nos últimos dias a choro e o ranger de dentes foi grande nas filas do Banco do Brasil, por conta de vários descontos feitos pelo governo do Estado, nos contracheques dos servidores e até mesmo os músicos da nossa Orquestra Sinfônica, que já foi considerada, como a melhor do Brasil, escaparam do desconto e até desafinaram nos seus instrumentos. Os fundadores da nossa Sinfônica, maestros Francisco Picado e Joaquim Pereira, bem como Domingos Azevedo e o professor Afonso Pereira devem estar remexendo nos seus respectivos túmulos.

RUA MAZIMIANO CHAVES

Todo mundo que reside em João Pessoa conhece aquela rua defronte aos Bancos do Brasil e Santander como Praça 1817, mesmo não existindo ali nenhuma praça a não ser uma divisória em alvenaria que divide a rua em duas, ou seja, uma via que passa por cima em direção a Visconde de Pelotas e a outra que segue pela Rua Padre Meira em direção ao Parque Solon de Lucena. Tal rua na verdade se chama Mazimiano Chaves tanto a parte baixa quanto a alta, que só muda para Visconde de Pelotas a partir do semáforo do Ponto de Cem Réis. A Prefeitura que se encontra sinalizando os bairros poderia fazer a mesma coisa no centro da cidade, colocando placas na Rua Mazimiano Chaves e naquela rua estreita ao lado do Banco Santander, que é Rua José Lucas Filho, cujo nome até os comerciantes ali ignoram.

GUARDA DE RESERVA

O governador do Estado Ricardo Coutinho, assinou ontem o projeto criando as Guarda de Reserva, que deverá ser enviado para apreciação da Assembleia Legislativa. O projeto prevê que militares que estão na inatividade, possam voltar á atividade. Tal ideia há alguns anos foi adotada no Estado de Rondônia, porém aqui não surtirá nenhum efeito, caso seja para ceder os mesmos para outros poderes, conforme anunciou esta semana o secretário de Segurança da Paraíba Claudio Lima. Ora, ora, os poderes devem ter suas próprias seguranças, pois lugar doe policial militar é nas ruas, jamais vigiando prédios e dando continência para autoridades.

MINISTRO NEGA LIMINAR PARA CÁSSIO

O ministro Joaquim Barbosa manteve a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, e indeferiu o pedido de liminar formulado em ação cautelar movida pelo ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) que pretendia ser empossado senador antes do julgamento do recurso extraordinário que também tramita no Supremo. Em 4 de fevereiro de 2011.Joaquim Barbosa foi escolhido para relatar o processo de Cássio na última quinta-feira (03) após o antigo relator Celso de Mello alegar questões de “foro íntimo” para não relatar o processo.

CÁSSIO COBRA AÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Por falar em Cássio, o ex-governador cobrou do Ministério Público investigações contra seu sucessor, José Maranhão (PDMB), em relação ao inchaço promovido pelo peemedebista na folha do Estado, acima do estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo Cássio contra ele o Ministério Público teria sido rigoroso, mas estaria ignorando os “desmandos” de Maranhão. O ex-governador disse que quer ver as ações de investigação contra o peemedebista que, segundo dados revelados pelo novo governo, teria quebrado o equilíbrio fiscal e financeiro da Paraíba.

Esta coluna é publicada em sete portais e no (http//:www.blogdopesdromarinho.com)