João prova que Tá na Mesa não era programa eleitoreiro e se compromete em levá-lo para os 223 municípios do estado

Durante a apresentação da revista “Paraíba da Gente”, contendo as ações do seu mandato no 1º governo, o governador João Azevêdo (PSB) se comprometeu a levar o programa Tá na Mesa para todos os 223 municípios paraibanos.

Um balde de água fria para os opositores que alegavam que a ampliação do programa durante o primeiro governo era fruto de um interesse político-eleitoral.

Com o mandato renovado, João poderia se ‘dar ao luxo’ de não gastar recursos do tesouro estadual para que o programa abranja todas as cidades paraibanas. Mas, como já demonstrou antes e registramos aqui na coluna, a quantidade de votos ou ganho político não é o que pauta as ações do gestor socialista.

Atualmente, são 147 municípios atendidos com o programa que leva refeições ao preço simbólico de R$ 1, com cerca de 600 refeições diárias em cada cidade. O programa surgiu no auge da pandemia, quando a insegurança alimentar aumentou aliada a carestia dos preços da comida e alta do desemprego no governo Bolsonaro.

O programa fortalece, ainda, a economia local já que contratos são firmados com restaurantes que atuam nestes municípios. Portanto, ganha a população com o prato na mesa, os empresários que administram os estabelecimentos e empregam a população local e o os fornecedores da região.

Mais uma iniciativa de João que consolida o seu perfil de gestor humano e sensível às necessidades dos paraibanos.

FONTE: EXPRESSO PB