Pular para o conteúdo

Blog do Vavá da Luz

Em reunião com Comitê, BNB avalia rever decisão de sair do Centro Histórico de João Pessoa

 

*Em reunião com Comitê, BNB avalia rever decisão de sair do Centro Histórico de João Pessoa*

 

 

O superintendente regional do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) na Paraíba, João Nilton, recebeu na manhã desta segunda-feira, 31, na sede da superintendência do BNB, o Comitê de Fomento e Desenvolvimento do Centro Histórico de João Pessoa. Na pauta do encontro a possível saída do agência do BNB da avenida Gama Melo, no centro da Capital.

 

 

João Nilton confirmou que existe um estudo no banco, há cerca de um ano, para transferência da agência para outro ponto da cidade e alegou a falta de segurança, principalmente, como justificativa para a mudança. João informou que os furtos a agência são frequentes e alguns assaltos também foram registrados. Ele revelou ainda que há vários anos luta para que o banco permaneça no Centro e garantiu que a possibilidade de mudança não ocorre por questões financeiras, nem por desejo, mas pela necessidade de garantir a segurança dos funcionários e clientes.

 

 

O secretário de Segurança Urbana de João Pessoa e membro do Comitê, João Almeida, informou que o processo de instalação de um Centro de Controle, que vai utilizar câmeras e tecnologias para garantir segurança na região. Ele confirmou também que a sede da Secretaria e da Guarda Municipal será instalada no prédio da antiga prefeitura, que fica praticamente vizinho ao banco. “São todos projetos para serem implantados a curto prazo, além do grande projeto de revitalização do Centro Histórico, então esse problema da segurança será resolvido em breve”, afirmou João.

 

 

O empresário Germano Toscano de Brito fez um relato especial de sua ligação com o Centro Histórico e da responsabilidade que empresas e instituições públicas precisam ter com relação ao Centro. “O Banco do Nordeste está instalado há pelo menos 50 anos no nosso Centro Histórico e isso precisa ser levado em consideração, antes da tomada de qualquer decisão”, disse.

 

 

Diante do exposto, o superintendente do BNB solicitou que fosse enviado ao banco um ofício da Secretaria de Segurança Urbana da capital com todas as informações sobre a instalação do Centro de Comando e Controle, assim como da sede da Guarda Municipal, para que fosse apresentado a diretoria executiva do Banco, que é quem tem palavra final sobre esse tipo de decisão.

 

 

O presidente do Comitê, jornalista Marcos Wéric, avaliou com extremamente positiva a reunião e acredita que haverá uma solução para a permanência da agência do BNB na avenida Gama e Melo. “A reunião foi positiva, pois percebemos que não há desejo do banco em retirar a agenda do Centro. O que há é uma preocupação com segurança dos funcionários e clientes, o que de fato é um problema recorrente para região, mas que tem soluções sendo gestadas para curto prazo como foram apresentadas. Portanto, estamos otimistas sobre a continuidade do BNB no Centro Histórico”, avaliou.