Bolsonaro recusa pacto contra fake news e chama Haddad de ‘canalha’

Governo da Paraiba

Bolsonaro recusa pacto contra fake news e chama Haddad de ‘canalha’

Candidato do PSL acusa petista de inventar que ele vai aumentar o imposto de renda dos mais pobres

Bolsonaro rebateu proposta de Haddad
Bolsonaro rebateu proposta de Haddad – Fernando Souza e Heuler Audrey / AFP

Rio – O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, chamou seu rival no segundo turno das eleições, Fernando Haddad (PT), de “canalha”. A declaração foi dada nesta segunda-feira, após o ex-prefeito de São Paulo propor um pacto contra a disseminação de notícias falsas ao longo da campanha.

Bolsonaro fez a declaração como forma de rebater o discurso de que ele pretende taxar os mais pobres com uma nova tabela do imposto de renda, o que ele diz ser uma invenção.

“O pau mandado de corrupto me propôs assinar ‘carta de compromisso contra mentiras na internet’. O mesmo que está inventando que vou aumentar imposto de renda pra pobre. É um canalha!”, afirmou, em seu perfil no Twitter. “Desde o início propomos (sic) isenção a quem ganha até R$ 5.000. O PT quer roubar até essa proposta”.

Combate às fake news

Durante a segunda, em Curitiba, Haddad disse que gostaria que Bolsonaro assinasse uma carta de compromisso contra ataques e disseminação de mentiras nas redes.

“É muito difícil se defender de uma enxurrada, um bombardeio via WhatsApp, com mentiras ao seu respeito. Não temos dinheiro nem condições para enfrentar”, declarou o petista.

Haddad também fez um apelo para que a Justiça Eleitoral seja mais rápida no combate às notícias falsas na internet.

“Vamos tentar estabelecer um protocolo ético para o tipo de abordagem que vai ser feito na campanha. Uma carta de compromisso contra difamação anônima.”

Por ESTADÃO CONTEÚDO