IFPB e Governo do Estado da Paraíba vão atuar na recuperação da biodiversidade e na promoção do turismo sustentável na zona costeira. 

 

IFPB e Governo do Estado da Paraíba vão atuar na recuperação da biodiversidade e na promoção do turismo sustentável na zona costeira. 

 

No contexto da Década dos Oceanos, combate às Mudanças Climáticas e atendimento à Agenda 2030 da ONU (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), será desenvolvido o Programa Estratégico de Estruturas Artificiais Marinhas da Paraíba (PREAMAR), que prevê a instalação de recifes artificiais marinhos e a restauração ecológica dos corais do Estado. Assinatura do acordo de parceria será na terça-feira (17).

 

A biodiversidade marinha da Paraíba sustenta a pesca artesanal e o modo de vida de milhares de pescadores ao longo de sua costa. Além disso, suas praias de extrema beleza cênica e condições oceanográficas propícias, favorecem a visitação e o turismo náutico e subaquático ao longo de todo o ano.

 

Frente aos desafios ligados ao desenvolvimento, à conservação da natureza e o uso sustentável da zona costeira, o PREAMAR prevê a realização de um conjunto de ações socioambientais, que tem como base a utilização de recifes artificiais, com o objetivo de recuperar a biodiversidade, fomentar o turismo náutico e subaquático e colaborar com o manejo da pesca na Paraíba.

 

Para realizar estas ações, o Polo de Inovação, do Instituto Federal da Paraíba, e o Governo do Estado da Paraíba, por meio da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (CINEP) se unem para a implantação do PREAMAR. O valor dos investimentos foi estimado pela CINEP em R$ 2,5 milhões.

 

O Programa será desenvolvido ao longo de quatro anos e tem como meta o lançamento de 10.000 blocos de recifes artificiais, possivelmente, em 10 pontos da plataforma continental rasa do Estado da Paraíba. As áreas serão definidas após a realização de estudos ambientais com a participação dos segmentos ligados ao turismo, pesca e navegação. Além disso, será definida uma área para mergulho temático e realizadas técnicas de restauração ecológica dos ambientes coralíneos naturais.

 

Segundo o professor Cláudio Dybas, do Campus Cabedelo-Centro do IFPB e Coordenador do PREAMAR “O programa representa um marco na gestão costeira integrada no estado, pois através da pesquisa, inovação e tecnologia, dialogará com os setores econômicos e socioambientais, e promoverá a Educação Ambiental de forma transversalizada e curricularizada”.

 

A primeira fase dos trabalhos consiste no planejamento, diagnósticos ambientais e reuniões públicas com a comunidade. Na segunda fase do programa, serão instaladas as estruturas em concreto, em locais previamente determinados; por último, será feito o monitoramento do resultado das ações do Programa.

 

O PREAMAR conta com uma equipe multidisciplinar e qualificada, envolvendo pesquisadores do IFPB, UFPB e colaboradores externos. Outras parcerias serão estabelecidas ao longo do desenvolvimento das ações.

 

A assinatura do Acordo de Parceria entre a CINEP e o IFPB, acontecerá na próxima terça-feira (dia 17), às 10h, na Fundação Casa de José Américo, na Avenida Cabo Branco, em João Pessoa. O evento contará com a presença do governador João Azevedo e a Reitora do IFPB, professora Mary Roberta Meira Marinho, além de outras autoridades.