EITCHA PORRA ! Ricardo cobra respeito de deputados e manda recado: ‘Ninguém vai tratorar o Poder Executivo’

Ricardo cobra respeito de deputados e manda recado: ‘Ninguém vai tratorar o Poder Executivo’

Chefe do executivo lembrou que o sucesso do projeto que ele representa ajudou a eleger os deputados em um momento que o país atravessa uma crise política

O governador Ricardo Coutinho (PSB) cobrou respeito de sua base aliada na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) ao voltar a criticar, nesta quinta-feira (8), a condução da votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que acaba com a reeleição e a votação antecipada da Mesa Diretora no Poder Legislativo. O socialista foi taxativo ao cobrar reciprocidade dos parlamentares.

“Como se vota uma emenda constitucional, e eu nem falo dos absurdos da votação, e não tem o cuidado de telefonar, de combinar? Comigo não tem isso não. Da mesma forma que eu respeito, eu exijo ser respeitado. Ninguém vai fazer um processo tratorando o Poder Executivo que sempre foi muito correto com a sua base, aí não dá. Eu me refiro à forma como alguns dentro da Assembleia conduziram”, declarou.

O chefe do executivo estadual lembrou que o sucesso do projeto que ele representa ajudou a eleger os deputados em um momento que o país atravessa uma crise política.

“O que eu disse e vou repetir é que se todos estão no projeto, se o projeto serviu para eleger toda essa base no momento de turbulência do Brasil, no momento em que o Congresso teve 50% de renovação, se nós estamos no mesmo barco, é fundamental que todos que se servirem desse projeto respeitem as conduções dele”, avisou.

Ricardo Coutinho falou também que não tem candidato a presidente da Assembleia Legislativa e observou que a escolha passa por entendimentos com o governador eleito João Azevedo (PSB).

“Eu não tenho candidato à presidência. As representações do projeto que incluem o governador João Azevedo é que devem fazer”, sustentou.

Ele ainda lamentou a tentativa de quebra da unidade dentro de sua base aliada, mas garantiu que a maioria dos parlamentares o apoia, inclusive, os da bancada de oposição.

“Nos piores momentos, a unidade nos fez crescer e agora alguns, de uma forma açodada, tentam quebrar essa unidade. Isso não dá certo, evidentemente. É preciso, em função do projeto, ter a unidade. Eu tenho certeza que a maioria dos deputados concorda comigo e me disseram. Eu conto com a maioria dos deputados e conto com alguns que se elegeram na oposição”, arrematou.

Por: Blog do Gordinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *