Algodão Paraíba: Governo leva metodologias de assistência técnica e extensão rural à Bolívia

Governo da Paraiba - Portal da Cidadania

Algodão Paraíba: Governo leva metodologias de assistência técnica e extensão rural à Bolívia

O Governo do Estado, por intermédio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB), está participando de importante missão na Bolívia até sexta-feira (18), dando prosseguimento às ações relacionadas à cooperação internacional em Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), no Projeto de Fortalecimento do Setor Algodoeiro, por meio da Cooperação Sul-Sul Brasil/Fao/Países da America Latina e Caribe.  Estão representando a Paraíba, o diretor Técnico da Emater, Vlaminck Saraiva, e o coordenador regional da empresa em Campina Grande, José Sales Júnior.

 

De acordo com o coordenador de Operações da Emater, Alexandre Alfredo, cabe à empresa de extensão rural, enquanto instituição cooperante brasileira, contribuir e apoiar as entidades daqueles países na construção de políticas públicas e metodologias de Ater que proporcionem o desenvolvimento sustentável das unidades familiares de produção da agricultura familiar. No mês passado, ele, juntamente com o extensionista Ricardo Pereira, participou, na Colômbia, de evento referente às mesmas atividades inerentes ao Projeto de Cooperação Sul-Sul, e levando a experiência do Projeto Algodão Paraíba.

 

O Projeto Regional Fortalecimento do Setor Algodoeiro, por meio da Cooperação Sul-Sul e uma iniciativa realizada na Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru, com envolvimento de Governos, da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC)/MRE), Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e Organização das Nações Unidas para Alimentação (FAO). No Estado plurinacional da Bolívia o projeto é baseado em trocas de experiências entre Bolívia, Brasil e FAO, com vistas a contribuir para o desenvolvimento sustentável do setor algodoeiro, beneficiando agricultores familiares, indígenas, produtores de algodão, e viabilizando segurança alimentar e nutricional e a soberania das famílias agricultoras.

 

As ações são desenvolvidas pelas partes envolvidas na Cooperação Trilateral Sul-Sul, Ministério do Desenvolvimento Rural e Terras, Ministério do Desenvolvimento Produtivo e Economia Plural, FAO e ABC/MRE e as instituições brasileiras colaboradoras , Empresa Brasileiria de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB) e a Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes/MT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *