Pular para o conteúdo

Blog do Vavá da Luz

API e Amidi repudiam ‘intimidação’ do governo Bruno contra jornalistas em Campina Grande

API e Amidi repudiam ‘intimidação’ do governo Bruno contra jornalistas em Campina Grande

Por Maurílio Júnior

bruno cunha lima

A Associação Paraibana de Imprensa (API) e Associação de Mídia Digital (Amidi) emitiram nesta quarta-feira uma nota conjunta em solidariedade aos jornalistas Geovanne Santos e Milton Figueiredo, alvos de processos judiciais movidos pelo governo de Bruno Cunha Lima em Campina Grande. As entidades tratam o episódio, a exemplo da Associação Campinense de Imprensa, como “intimidatória ou restrição de liberdade ao exercício da atividade jornalística”.

“No exercício de suas funções, os dois profissionais questionaram a atuação do referido órgão na aplicação de multas, crítica normal e legítima no Estado Democrático de Direito. O que poderia e deveria ser esclarecido com dados e explicações técnicas, deveres do serviço público, foi correspondido com ação judiciais e pedido liminar de remoção imediata de conteúdo, um flerte descabido com intimidação e censura”, diz um trecho da nota.

A nota é assinada pelos presidentes da API, Marcos Werick, e da Amidi, Heron Cid. Confira, abaixo, a nota na íntegra.

A Associação Paraibana de Imprensa (API) e Associação de Mídia Digital (Amidi) manifestam pública solidariedade aos jornalistas Geovanne Santos e Milton Figueiredo, alvos de processos judiciais movidos pela direção da Superintendência de Transporte e Trânsito de Campina Grande (STTP).

No exercício de suas funções, os dois profissionais questionaram a atuação do referido órgão na aplicação de multas, crítica normal e legítima no Estado Democrático de Direito. O que poderia e deveria ser esclarecido com dados e explicações técnicas, deveres do serviço público, foi correspondido com ação judiciais e pedido liminar de remoção imediata de conteúdo, um flerte descabido com intimidação e censura.

A API e Amidi repudiam toda e qualquer iniciativa intimidatória ou restrição de liberdade ao exercício da atividade jornalística, conclamando órgãos e gestores públicos a substituir a tentação de medidas autoritárias por posturas democráticas de diálogo, espírito público e exercício do contraditório.

Marcos Werick
Presidente da API

Heron Cid
Presidente da Amidi