PAPO D’SQUINA (com Pedro Marinho)

Governo da Paraiba

Papo d‘ Esquina



 

ALÉM DO NEPOTISMO COMETIDO, LUCIANO E LUCÉLIO TRABALHANDO NO MESMO ESPAÇO, TERÃO QUE UTILIZAR CRACHÁS DE IDENTIFICAÇÃO

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), anunciou nesta segunda-feira (07) várias mudanças no seu secretariado. Vamos, porém nos prender apenas em três delas, o retorno de Diego Tavares e Zennedy Bezerra ao primeiro escalação da gestão municipal. Os dois haviam renunciado aos cargos que exerciam na Prefeitura para concorrer às eleições do ano passado. Diego Tavares ficará a frente da Secretaria de Desenvolvimento Social, pasta que era liderada por Eduardo Pedrosa. Já Zennedy Bezerra assumirá a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, até então comandada por João Furtado. Zennedy Bezerra com a sua habitual antipatia teve uma estréia desastrosa numa campanha eleitoral e agora recebe como premio uma secretaria municipal. Já Diego Tavares ficou como suplente sem votos de Daniela Ribeiro. A nomeação mais comentada de todos, foi a de Lucelio Cartaxo, que já tentou ser senador, mais recente Governo do Estado e agora se contentou em ser chefe de gabinete do irmão Luciano, quem sabe fica melhor assim para sua estatura eleitoral e intelectual.

ALÉM DO NEPOTISMO COMETIDO, LUCIANO E LUCÉLIO TRABALHANDO NO MESMO ESPAÇO, TERÃO QUE UTILIZAR CRACHÁS DE IDENTIFICAÇÃO II

O que causa mais estranheza nessas nomeações, é que tai figuras que se dizem super preparadas e excepcionais gestores, não sabem fazer outra coisa a não ser se aboletarem em empregos graciosos no serviço público, sem sequer se submeterem a um concurso. No caso de Zennedy, o mesmo está atrelado a Cartaxo desde o primeiro mandado dele Cartaxo a vereador. Já o irmão Lucelio, passou em razão do PT, treze anos à frente da CBTU numa criticada gestão, dali passou uma chuva nas Docas de Cabedelo e até um dia desses era funcionário fantasma do gabinete do Deputado Rômulo Gouveia, fato descoberto com o falecimento do parlamentar. Tendo em vista que as fontes secaram no governo federal e estadual, de lá para cá Lucélio nunca mais trabalhou e agora inexplicavelmente se torna chefe de gabinete do irmão, dizem ferindo a própria legislação municipal, que não permite a nomeação de aparentes até o terceiro grau. Como vão trabalhar praticamente na mesma sala e para não confundir as pessoas, Luciano e Lucélio deverão utilizar crachá de identificação pessoal. Vão fazer história.

VEREADOR É APROVEITADO NA GESTÃO ESTADUAL PARA ABRIR VAGA DE VEREADOR PARA SOBRINHA DE VITAL DO REGO

O ex-vereador campinense Metuselá Agra (MDB) foi nomeado secretário executivo de Desenvolvimento Econômico.Com essa nomeação de Metuselá (1º suplente do MDB na atual legislatura) e o afastamento do titular Olímpio Oliveira, teremos a suplente Pamela Vital do Rêgo (MDB) assumindo o mandato por alguns meses.Pamela é sobrinha do senador Vital do Rego que emplacou a mesma como vereadora com a saída do vereador titular e a esposa Claudia na gestão estadual

AGUINALDO COTADO PARA SER LÍDER DE BOLSONARO

O deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) que já foi ministro de Estado em governos diferentes e líder do ex-presidente Michel Temer, teve seu nome lembrado durante o programa “Fatos & Versão”, exibido pela Globo News, para ser líder também do Governo Jair Bolsonaro na Câmara.Também, porque o deputado federal da bancada paraibana já ocupou essa mesma função nos governos Dilma Rousseff e Michel Temer,“A possibilidade existe até pela inegável habilidade demonstrada por ele (Aguinaldo) nos últimos anos”, afirmou a jornalista Cristiane Lobo.

DEPUTADOS PARAIBANOS RECEBERAM DINHEIRO DE CONSTRUTORAS

Por falar em Aguinaldo Ribeiro (PP) foi o que mais recebeu – R$ 250 mil – do terceiro maior doador, Rubens Menin, cofundador da MRV Engenharia. Wilson Santiago (PTB) foi o que mais recebeu – R$ 200 mil – de Eduardo Robson Almeida, sócio da Pacaembu Construtora. Por fim, Efraim Filho (DEM) foi o que mais recebeu – R$ 60 mil – de José Isaac Peres, fundador do grupo Multiplan. Como explicar que existindo agora o Fundo Partidário os nossos políticos continuem recebendo dinheiro de empreiteiras, o que querem elas de volta? Os citados, bem que poderiam vir a publico com as devidas explicações.

O DESCASO DA PREFEITURA COM A PRAÇA JOÃO PESSOA

Esta coluna talvez seja um dos poucos que vem denunciando o descaso do gestor Luciano Cartaxo, com relação a muitos pontos de nossa cidade, sendo o principal deles o próprio centro de João Pessoa, que se encontra literalmente abandonado como se aquele importante espaço, não existisse aos olhos do gestor municipal. Andar no Ponto de Cem Réis é uma verdadeira vergonha, invadido por ambulantes engraxates, que ocupam os poucos bancos existentes, muita sujeira e buracos nas calçadas, sem falar nos drogados que fizeram acampamento ali, utilizando os bancos como cama. Na Lagoa o quadro é muito pior, pois com exceção do anel central, as calçadas do anel externo, onde ficam as lojas e até mesmo os pontos de ônibus estão tomado por ambulantes,ficando prejudicado aqueles que precisam andar por ali, pois restou muito pouco para os pedestres.

O DESCASO DA PREFEITURA COM A PRAÇA JOÃO PESSOA II

Na Praça João Pessoa, o equipamento mais visitado pelos turistas em nossa cidade, por incrível que possa parecer, se transformou num espaço de moradias de drogados com direito a colchão e cobertas e até mesmo depósito de materiais reciclados, conforme demonstram as fotos obtidas ontem pela manha, sem falar também na instalação de barracas para comercialização. A grama daquela praça que sempre foi muito bem tratada mesmo no verão, se encontra em estado lastimável, pois por ali jamais passou um carro pipa, a exemplo do que acontece no Parque da Lagoa

PINÇADO DAS REDES SOCIAIS

O FILHO DO VICE-PRESIDENTE RECEBERÁ UM BÔNUS MILIONÁRIO – LEILA ARAUJO

O salário triplicou, receberá um bônus milionário se permanecer pelo menos dois anos no cargo, é filho do vice-´presidente, mas, claro, o que prevaleceu, de forma completamente isenta, foi o aspectos técnico. Ah, o governo precisa de gente de confiança também! E há quem ache que deu sorte por ter não uma, mas duas desculpas para justificar esse tapa na cara do eleitor do Bolsonaro. Pra mim, foi decepcionante. E pior, sintomático da ideia que esse governo tem de máquina pública. Quanto a quem defenda nomeação de parente para cargos com tamanhas vantagens, há sempre aquela coisa do brasileiro no fundo não deplorar a imoralidade, mas lamentar não poder ele ser o malandro da vez na crista da onda.

Esta coluna é publicada no http:www.blogdopedromarinho.com e em três portais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *