Opinião: articulações de Zé não ajudam a pré-candidatura de Nilvan. Pelo contrário, há cheiro de azeite no ar (Wellington Farias)

Opinião: articulações de Zé não ajudam a pré-candidatura de Nilvan. Pelo contrário, há cheiro de azeite no ar

As mais recentes movimentações do senador José Maranhão, presidente estadual do MDB na Paraíba, se não prejudica, também não ajuda em nada a pré-campanha de Nilvan Ferreira à Prefeitura de João Pessoa por este partido.

Melhor dizendo: mais prejudica do que ajuda. As primeiras impressões são de que, como já dissemos na semana passada, o partido poderia estar até negociando a cabeça de chapa em detrimento das aspirações do radialista cajazeirense.

Convenhamos

Vamos combinar: se o MDB já definiu o seu pré-candidato à P,refeitura de João Pessoa; se esta escolha teria como base pesquisas internas em que Nilvan apareceria disparado na frente de qualquer um, o que levaria o partido a convidar para conversas que se efetivaram com grupos adversários? Alguém de bom senso acredita que José Maranhão vai convencer Cícero Lucena a ser vice de Nilvan? E, embora fosse mais provável do que a hipótese anterior, é razoável imaginar que Luciano Cartaxo colocará a sua concunhada e pré-candidata à sua sucessão como vice do pré-candidato emedebista? Além disso, repetindo o que dissemos a semana passada, Cartaxo confiaria em Maranhão depois da rasteira que levou em 2018?

Quadro se definindo

A verdade é que nas rodas políticas, nos bares, restaurantes, esquinas e Ponto de Cem Réis, o burburinho é de que a pré-candidatura de Nilvan no mínimo passa por um momento de instabilidade; está se tornando pouco acreditada, haja vista as articulações do MDB com outros grupos que, notoriamente, não abdicarão dos seus protagonismos neste processo.

Maranhão e o MDB podem estar movidos das melhores intenções com relação ao candidato Nilvan Ferreira, mas que as suas últimas movimentações e conversas com grupos adversários, indiscutivelmente, tem gerado uma onda de dúvidas sobre se é pra valer ou não a pré-candidatura de Nilvan Ferreira.

O próprio

O próprio Nilvan reagiu a esta onda desfavorável alegando que não há nada demais o fato de um senador conversar com um prefeito. Não haveria, é verdade, se os interlocutores não representassem segmentos adversários que irão se confrontar durante a campanha.

A menos que alguém esteja negociando a cabeça de alguma chapa…

Segundo turno

Há quem diga que o interesse de Maranhão nessas articulações seria visando uma frente a se compor no segundo turno. Como assim, cara pálida, se tu não sabes se vai haver segundo turno? E, se houver, tem certeza que o teu candidato estará?

 

Wellington Farias