Policial Civil Sérgio Azevedo é executado a tiros quando saia de churrascaria em Bayeux

O policial Civil Sérgio da Silva Azevedo, 51 anos, foi executado a tiros na noite desta segunda-feira (25) no município de Bayeux, região metropolitana de João Pessoa.

De acordo com a polícia, o policial estava em uma churrascaria comemorando o aniversário de 51 anos com os amigos. Ele deixou o estabelecimento comercial e no momento em que estava subindo na moto foi cercado por vários homens.

Os desconhecidos já chegaram atirando e o policial não teve a menor chance de defesa. Sérgio foi atingido com vários disparos e morreu no local enquanto que os assassinos fugiram em um carro.

A Polícia Militar foi acionada e durante as buscas e investigações conseguiu prender três suspeitos pelo crime.

Sérgio Azevedo trabalhou em várias delegacias da Capital e do interior do Estado e estava sendo apontado pelo deputado Luiz Couto como um dos integrantes do Grupo de Extermínio.

Paulo Cosme\Vinícius Henriques